sábado, 28 de fevereiro de 2009

O casamento de Raquel e James...




Cenas de um casamento II





Cenas de um casamento...

"O Casamento de Raquel" parece título de filme... mas é vida real!!!
Raquel e James casaram-se em Melbourne, no dia 17 de Fevereiro de 2009.






quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

convite-Vídeo Casamento Raquel e James






A Minha Menina
(Jorge Ben Jor)

Ela é minha menina
E eu sou o menino dela
Ela é o meu amor
E eu sou o amor todinho dela
A lua prateada se escondeu
E o sol dourado apareceu
Amanheceu um lindo dia
Cheirando a alegria
Pois eu sonhei
E acordei pensando nela

Ela é minha menina
E eu sou o menino dela
Ela é o meu amor
E eu sou o amor todinho dela
A roseira já deu rosas
E a rosa que eu ganhei foi ela
Por ela eu ponho coração
Na frente da razão
E vou dizer
Pra todo mundo
Como gosto dela

Ela é minha menina
E eu sou o menino dela
Ela é o meu amor
E eu sou o amor todinho dela
A lua prateada se escondeu
E o sol dourado apareceu
Amanheceu um lindo dia
Cheirando a alegria
Pois eu sonhei
E acordei pensando nela

Pois ela é minha menina
E eu sou o menino dela
Ela é o meu amor
E eu sou o amor todinho dela
Minha menina,
Minha menina...

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Para Raquel e James com amor!

n775835132_5702190_71651

Mãe, mamãe.. .o eterno cordão umbilical que persiste mesmo, após, cortado. O ser que em nós cresceu ,embora , ido,continua sempre alojado ,já não no ninho do ventre, mas inscrito algures ,entre ventrículos ou aurículas, não sei bem.
Para ela tudo de bom, mesmo tudo. Tenho a certeza que assim será.
A Índia é o terno conflito de paz desarrumada. Assim o digo, pelas concepções morais , pela busca interior e concomitantemente pelo caos exterior. Um equilibrio desiquilibrado que atrai a curiosidade intelectual de tantos ou simplesmente a bondade intrínseca de muitos outros.

Privei desde bem novinha com a civilização. Privei com o intrínseco e o extrínseco das gentes.. Dizer-lhe, minha querida, que me apaixonei seria mentir. Acho a Índia e a sua civilização um marco profundo na conquista do ser humano, acho a Índia um repositório de sonhos e verdades cruas ou puramente inverdades doces. A eterna dicotomia dos lados. A beleza inexplicável da terra ,a par com a imundice, pobreza e caos da vida, conduz à paixão, ao inexplicável, à busca. E quando se tem verdes anos, tudo isso é mundo, tudo isso é vida. Porém , a Índia é a concha da alma numa alquimia por desvendar, é o rebolar dos sonhos nna cor dourada das flores ou simplesmente nos sons guturais e cheios que ecoam.

A vida, o pulsar do mundo existe ali, ensina, alarga e recria.
Que Raquel o tenha bebido, e o futuro florirá sempre nos tons do mais puro açafrão.
Um beijinho doce para ambas e parabéns pela filha que gerou.

Mil felicidades. Maria Teresa

*****************************************

Querida Mateso, nesse momento, em que sou alcançada pelo seu comentário, tão fresquinho e recheado de tantas delícias literárias e criativas, um dos privilégios da língua portuguesa, onde, o seu texto flue sempre encantador, sinto as palavras vivas e capazes de me impregnar a alma com um sentimento todo especial. Do imaginário surreal, penso que se fosse possível atribuir ao ser feminino o título de sacerdotisa brhamane, este, por certo poderia ser ofertado a você. Sim, você mesmo! Pois conseguiu exorcizar meus temores, com a sua poderosa poção mágica dos saberes. Maria Teresa, fico feliz, cada vez que tenho a chance de me comunicar com você, por me sentir a aprendiz entusiasmada que sempre tem algo mais a descobrir… A verdade é que todo esse universo de encantos, que hoje faz parte dos devaneios da “feliz mãe da noiva”… (em verdade sou mesmo!!!) sinto que estou em pleno revival por uma doce memória dos dias mais maternais que exerci na vida, aqueles com os quais brindei a infância das minhas crias… onde gostava de brincar com as “duas bonequinhas”… que o Deus generoso me presenteou! Então, as enfeitava com lacinhos e vestidinhos coloridos, que escolhia para elas, sem que nenhum gesto fosse esboçado para impedir o exercício daquela fantasia. Hoje, a mais nova se prepara para alçar um vôo maior, talvez, o mais bonito e importante de toda a sua vida! Que Deus envie seus anjos para abençoar meus pensamentos! O certo é que o cordão umbilical, na verdade, nunca se rompeu ou romperá! Mas elas cresceram! E chegou o tempo das escolhas… onde ambas se tornaram senhoras absolutas dos próprios destinos! Prezada Mateso, companheira das letras, com os mais afáveis sentimentos maternais embalados na sintonia do “dia da mãe da noiva”, quero agradecer o instante de emoção e as magistrais e sábias palavras que tocaram a minha alma e o coração de mãe.

Um beijo de fraterna amizade!

sábado, 14 de fevereiro de 2009

O amor de mãe supera todas as barreiras...

img_2128-800x600

A Raquel está na casa da família do noivo, na Austrália... e durante esse tempo em que as notícias dos grandes incêndios em Melbourne, tem pontuado os índices de quase todas as pautas dos jornais, TVs e boletins da web, não é difícil imaginar como tem sido preocupante para esse coração de mãe absorver tanta informação.

Nesse dia 17 de Fevereiro de 2009, terça-feira, eles se casam em Melbourne. O fuso horário é complicado pra administrar. Tanto que, às vezes, fico sem referência de tempo. Estão 12h30 à frente do horário oficial brasileiro.

Uma das vantagem de ter um blog é decidir a hora e o quê escrever! Então, senti a necessidade de abrir um parentese na série "A Índia que os meus olhos viram", para contar uma curiosidade aos que ainda não se aventuraram em navegar na web através do google maps. Para os demais ele já é considerado ferramenta útil.

Vou fazer uma confidência com exclusividade aos amigos do blog, a torcida do Vasco e também do Flamengo... hehehehe... (ou minhas filhas-flamenguistas não me perdoam... rs!) Gente, tem dias que a saudade delas toma conta de mim, de tal forma, que fico tão angustiada que só a internet me salva do caos interior... realmente é muito difícil conviver com a realidade de ter filhos morando fora do país da gente!

Achei interessante mostrar como tenho conseguido superar esses momentos, contando como encontrei uma foto da casa onde minha filha está morando, na Austrália. Talvez, hajam outras mães ou pais, interessados nessa matéria sem maiores pretensões...

Eu já sabia que era possível localizar endereços por satélite. Mas a idéia de ver os locais onde moram minhas filhas, uma em Barcelona e a outra em Melbourne, aconteceu naturalmente, logo que comecei a navegar no Google Maps. Um dia eu estava conversando com uma das meninas no Skype e resolvi buscar a foto da rua, pelo endereço e o código postal. Quando visualizei a casa e comecei a descrever pra ela, foi fantástico e emocionante, a reação que nós duas tivemos!...

Inicialmente, era só uma brincadeira... eu entrava na internet e me posicionava virtualmente diante da casa como um personagem curioso... rs!!! Depois, devo confessar que esse passatempo tornou-se uma forma de aliviar a vontade de estar com minha filha e uma divertida brincadeira que me transportava para além dos muros. Ás vezes, quando a encontro online, acontece a grande magia do mundo virtual e nos divertimos muito... apesar da imensa distância física que nos separa. A verdade é que o amor de mãe supera todas as barreiras!!!

Nesse trecho, cheguei a reproduzir o mapa da rua e a foto da casa, mas decidi retirar por precaução, depois que uma companheira da blogosfera, me alertou sobre os perigos da exposição na internet...

Muito obrigada a ela por esse alerta! Valeu!

Fiquem com Deus, um beijo de carinho, Paz e Bem pra todos!