domingo, 24 de fevereiro de 2008

Momento de decisão: trabalhar no Qatar... "gostaria de ter as respostas"...

gostaria de ter essas respostas que você procura, para ajudar nos seus momentos de ansiedade...

Assim como vocês, eu também, vivo aprendendo todos os dias, um pouco mais.

Na verdade, creio que passaremos o resto de nossas vidas aprendendo. Penso que viemos ao mundo para aprender a elevar e amadurecer o espírito, tornando-o mais fortalecido.

No momento, estou trabalhando em um livro da nossa editora, que vai sair em Março. Ele foi escrito por um magistrado. Um grande juiz. Hoje, aposentado. Ele é um pensador. Um filófoso. Estou adorando o livro.

Agora, na madrugada, ouço um pouco de bossa-nova (jazzística) maravilhosa, numa estação que achei na internet. Enquanto termino o trabalho, para imprimir nesta segunda-feira, logo cedo. Pois o autor virá buscar a prova para a revisão.

Sabe filha, continuei refletindo sobre os seus questionamentos...
De que modo eu poderia tentar ajudá-la a encontrar uma resposta que fosse esclarecedora das suas dúvidas? Acabei encontrando, nesse livro, o qual estou trabalhando nele agora, algo parecido com uma resposta. Trata-se de um trecho, em que o juiz introduz um breve comentário, dele, a um pensamento de Tolstoi. Há algo nesse texto, que me fez refletir... Achei muito bonito e interessante. Creio que você vai gostar.

***********************************************
Tolstoi mostrou esse antagonismo entre o método de Jesus e o de todas as outras religiões, fazendo-o em palavras candentes de sabedoria atilada:

"A prova da observância dos ensinamentos religiosos exteriores é se a nossa conduta se conforma ou não com os seus decretos. Tal conformidade realmente é possível. A prova da observância dos ensinamentos de Cristo é nossa conscientização dos fracassos em atingir uma perfeição ideal. O grau em que nos aproximamos dessa perfeição não pode ser visto; tudo o que podemos ver é a extensão do nosso desvio. Um homem que professa os ensinamentos de Cristo é como um homem que carrega uma lanterna: a luz está diante dele, sempre iluminando um pedaço de chão novo e sempre encorajando-o a caminhar mais. Por outras palavras, a prova da maturidade espiritual não é quanto estamos "puros", mas, sim, a conscientização da nossa impureza. Essa mesma conscientização abre a porta para a graça." - Leão Tolstoi».

Nota: o Grifo é meu.

*****************************************************************

Filha, creio que a resposta as minhas orações eu acabei de encontrar. E, espero que você, também, encontre a sua.

Uma pessoa sempre será encorajada a caminhar mais, se encontrar Deus dentro da própria alma e tiver fé.

O dom da graça, ou seja, o bem que tanto desejamos, virá numa prova de fé. Uma das medidas que a fará compreender o que é maturidade espiritual. "Tudo é possível ao que crê!"

Nossa conscientização é uma espécie de canal de comunicação, por onde alcançaremos os benefícios de Deus. Cada um é responsável por seu próprio resultado. Bom ou mal. Depende de como conduzimos as nossas ações. Elas falam por nós no presente e têm o poder de contruir o nosso futuro.

Se por alguma razão, somos levados a impedir o desenvolvimento de um fato em nossa vida, nunca conheceremos o resultado que poderia ser alcançado. E, portanto, devemos estar preparados para ter um questão sempre presente: "Como teria sido? "

Ainda que, a vida tome outras direções, que novas decisões aconteçam e mais questões peçam respostas... Haverá sempre uma pergunta que nunca será respondida: "como teria sido?"

Peço a Deus que Ele envie Anjos de Luz em seu caminho, para ajudar e orientar, no prosseguimento do seu destino.

Que você seja muito feliz! E que sejam abençoadas todas as suas ações! Amém!

Te amo! Fica na Paz de Deus.

Volto ao trabalho do livro... depois, vou tentar dormir um pouco.
A segunda-feira já chegou. São 4h04

Beijos pra vocês

Sua mami Labouré

Um comentário:

Yolar disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.